Fernando Bispo deixa a Secretaria de Patrimônio da União

Fernando Bispo deixa a Secretaria de Patrimônio da União

Era da equipe de Salim Mattar

Será substituído por coronel

O secretário de Patrimônio da União, Fernando Bispo, foi avisado pelo secretário Especial de Desestatização do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, na noite de 4ª feira (4.nov.2020) que deixará o cargo. Na 5ª (5.nov) despediu-se da equipe. Disse aos colaboradores que foi consultado sobre a possibilidade de trabalhar em outras áreas do governo, mas que não há nada acertado ainda.

O Ministério da Economia confirmou a demissão de Bispo só às 19h34 de 5ª feira por meio de nota. Comunicou que ele será substituído pelo atual secretário-adjunto, Mauro Benedito de Santana Filho, coronel do Exército. Foi anunciada também a criação de duas diretorias de controle interno.

Bispo, engenheiro de telecomunicações formado pelo IME (Instituto Militar de Engenharia), está no cargo desde o início do Governo Bolsonaro. Com experiência no mercado financeiro, foi escolhido por Salim Mattar, que era secretário Especial de Desestatização até pedir demissão em 11 de agosto. No mesmo dia deixou o governo o Secretário Especial de Desburocratização, Paulo Uebel. Foram as duas principais baixas na equipe do ministro Paulo Guedes (Economia).

VENDA DE IMÓVEL FACILITADA

À frente da SPU, Bispo participou da elaboração da lei aprovada em maio que facilitou a venda de imóveis da União. Atualmente há certames digitais toda semana, na 3ª feira e na 5ª feira. Foram vendidos 30 imóveis por esse sistema. Há outros 100 na fila. A nova lei permite que os interessados indiquem imóveis  do governo que pretendam comprar, mesmo que não estejam na lista. Foram apresentados 180 pedidos em 15 Estados, que deverão ser incluídos na lista para venda.

Bispo também participou do projeto para regularização de áreas ocupadas da União. O piloto foi lançado em uma área de 1.600 hectares da União em Brasília. A ideia é replicar o modelo em outras áreas da União, incluindo a favela da Maré, no Rio. Na avaliação de Bispo, seria possível regularizar todas as áreas de favela em 10 anos.

Outro projeto em finalização em Brasília é a venda da área onde está a antiga estação Rodoferroviária. Será loteada para a instalação de prédios comerciais e residenciais para 60 mil pessoas.

NOTA DA SECRETARIA SOBRE A DEMISSÃO

Eis a nota divulgada às 19h34:

A Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia (SEDDM) anuncia que a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU) será comandada pelo atual secretário-adjunto, Mauro Benedito de Santana Filho, em substituição ao então secretário, Fernando Anton Basus Bispo, a quem agradece pelos valiosos serviços prestados.

Coronel Mauro Filho possui mais de 30 anos de serviços dedicados ao Exército Brasileiro, no Brasil e no exterior. É especialista em regularização fundiária e ordenamento territorial e seus impactos social, econômico e ambiental. Tem vasta experiência nas áreas de controle e de governança do patrimônio. Além disso, faz parte do Conselho Nacional da Amazônia Legal e é conselheiro de administração da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap).

A secretaria especial também anuncia a criação de duas novas diretorias, fruto do remanejamento de cargos internos – isto é, sem acréscimo de custos à União – que terão como foco o robustecimento dos controles internos e o fortalecimento da integridade das secretarias subordinadas à estrutura. Assumirão as diretorias, respectivamente, o auditor da Controladoria Geral da União (CGU), Antonio Branco, e a delegada da Polícia Federal (PF), Vanessa Gonçalves.”

Fonte: Poder 360

Portal de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.