Tempo seco favorece ocorrências de queimadas e Defesa Civil de Sumaré orienta medidas de prevenção

Tempo seco favorece ocorrências de queimadas e Defesa Civil de Sumaré orienta medidas de prevenção

Nesse período do ano, em que são registrados baixos índices de umidade relativa do ar (UR) – a média em Sumaré tem se mantido na casa dos 40% nos últimos dias -, é comum o aumento das ocorrências de queimadas urbanas. Em Sumaré, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros Municipal atendem, em média, de 20 a 25 ocorrências por dia. A maioria dos episódios de incêndios em mata acontece entre 15h e 20h, mesmo intervalo em que o índice de UR costuma cair ainda mais.

As queimadas podem começar por motivos diversos, porém, o homem é o agente causador mais comum. O grande perigo está na facilidade e velocidade com que os focos de fogo podem se alastrar. Pequenos incêndios iniciados quando alguém joga cigarro aceso em região de mato seco podem se alastrar rapidamente e atingir casas, centros comerciais, e colocar vidas em risco.

“Provocar incêndio em mata ou floresta é crime, previsto em lei, com penalidades: multa e prisão aos infratores. Infelizmente, queimadas e incêndios em vegetação são comuns durante esse período de escassez de chuvas que estamos passando. Para evitar as ocorrências e preservar a saúde e a vida da população, é importante ficar atento às orientações de prevenção da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros”, lembrou o prefeito Luiz Dalben.

Prevenção

– Evite jogar cigarros ou fósforos acesos às margens das rodovias, especialmente aquelas de grande circulação de veículos;

– Balões podem provocar acidentes aeronáuticos, incêndios florestais e representam um sério perigo para refinarias e indústrias químicas. Além disso, soltar balão é crime previsto pela Lei 9.605/98;

– Evite acender fogueiras;

– Evite qualquer tipo de queimadas. Fuligem e poluentes que são expelidos no ar favorecem o surgimento e o aumento dos quadros alérgicos.;

– Nunca faça queimadas em dias quentes, secos ou com ventos fortes;

–Nunca faça queimadas próximas à rede elétrica;

– Informe quando houver qualquer indício de fumaça para que as equipes possam controlar e combater o fogo logo no início. Os telefones para casos de emergência são 199 (Defesa Civil) e 193 (Bombeiro Municipal);

– Quando a queimada for necessária para fins agrícolas (cana e algodão, regulamentada por lei) avise vizinhos e a Polícia Ambiental com, no mínimo, dois dias de antecedência.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Sumaré

Portal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *