Willian Souza agradece empresa de Sumaré que levou oxigênio a Manaus

Willian Souza agradece empresa de Sumaré que levou oxigênio a Manaus

IC Transportes mobilizou mais de 20 funcionários em operação com caminhões que percorreram mais de 900 km entre Porto Velho e Manaus para aliviar sofrimento dos pacientes de Covid-19

Uma empresa transportadora sediada em Sumaré, responsável por levar 160 mil metros cúbicos de oxigênio aos hospitais de Manaus para o enfrentamento da Covid-19, foi homenageada pela Câmara Municipal. A moção de congratulação nº16/2021, de autoria do presidente da Casa, vereador Willian Souza (PT), destinada à empresa IC Transportes, foi aprovada com 18 votos favoráveis durante a sessão desta terça-feira (2).

Diante do caos que se instalou pela falta de oxigênio nos hospitais de Manaus em meados de janeiro, campanhas foram promovidas em todo país para ajudar no tratamento dos pacientes. A empresa IC Transportes recebeu o chamado por meio da Air Liquide Brasil, fornecedora de gases hospitalares, e mobilizou mais de 20 funcionários na operação de caráter emergencial. A nobreza do serviço prestado pela empresa de Sumaré chamou a atenção do vereador Willian Souza, que se encontrou com a vice-presidente administrativa da transportadora, Fernanda Sarreta, para entregar a homenagem.

As carretas saíram de Porto Velho (RO) no dia 20 de janeiro e levaram mais de três dias para cruzar os quase 900 km do trecho da BR-319, única ligação rodoviária com a capital amazonense, mas que não é pavimentada e possui diversos trechos com atoleiros no período chuvoso. Toda operação foi realizada pelo DNIT, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. Tratores acompanharam boa parte do trecho, para evitar que os caminhões atolassem na rodovia cercada de lama.

“Foram percorridos 900 quilômetros para levar vida às pessoas. Temos grande respeito e consideração a todos os envolvidos neste trabalho, sejam motoristas, auxiliares e os proprietários da empresa, que aceitaram tamanho desafio”, destaca o presidente da Câmara.

A logística para transportar o oxigênio pela BR-319 foi a única forma encontrada para economizar cerca de 75% o tempo de viagem, pois, se os caminhões fossem de balsa pelo Rio Madeira, a viagem iria durar seis dias.

Na tarde do dia 24 de janeiro, as carretas chegaram a Manaus e abasteceram os hospitais da cidade. Uma das carretas sofreu danos durante o caminho e só chegou à noite. Apesar dos esforços, a carga de 160 mil metros cúbicos de oxigênio aliviou o problema da rede hospitalar, mas não resolveu em definitivo. Por isso, as operações continuaram na semana passada, com o carregamento de mais oxigênio ao Estado do Amazonas.

A IC atua no mercado de transportes rodoviários há mais de 30 anos e possui uma de suas sedes às margens da Rodovia Anhanguera, no Distrito de Nova Veneza, em Sumaré.

Fonte: Câmara de Sumaré

Portal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *