Sumaré é 8ª em Saúde no ranking entre as 100 melhores cidades para se viver no país

Sumaré é 8ª em Saúde no ranking entre as 100 melhores cidades para se viver no país

Dado consta do levantamento IDGM da consultoria Macroplan divulgado pela revista Exame, que inclui ainda outras três áreas

Sumaré é 8ª em Saúde no ranking entre as 100 melhores cidades para se viver no país. O dado consta do levantamento IDGM (Índice dos Desafios da Gestão Municipal) 2021 da consultoria Macroplan divulgado pela revista Exame no início deste mês, que cita ainda outras três áreas (Educação, Segurança e Saneamento). A boa colocação fez com que o Município ganhasse quatro posições, na comparação com o último ano, subindo para 22º lugar geral das maiores cidades com mais de cem mil habitantes. Um motivo para comemorar, pois tem sido um ano de desafios, em que a solidariedade e a importância dos cuidados com a saúde nunca foram tão presentes e essenciais no dia a dia.

“Mesmo com as dificuldades financeiras impostas aos municípios brasileiros por causa da pandemia do coronavírus, com queda na arrecadação, temos honrado e mantido o compromisso de investir em todas as áreas, principalmente na Saúde, agregando excelência aos serviços ofertados à população”, comemorou o prefeito Luiz Dalben.

Com grandes investimentos pela Administração Municipal, o setor avança com qualidade e queda na taxa de mortalidade infantil. O trabalho e a dedicação de uma gestão séria e sólida têm rendido bons frutos. São 15 unidades de saúde, incluindo a UPA do Matão e centros especializados. Os avanços continuam com reformas das UFSs Picerno e Santa Clara. As obras da UPA Denadai, a terceira da cidade, seguem em ritmo acelerado! Em funcionamento, a unidade vai oferecer serviço de urgência e emergência de forma mais ágil. A expectativa é atender aproximadamente 12 mil usuários por mês.

A Base de Excelência da Mulher (BEM) completou dois anos de funcionamento em novembro. Ao longo desse período, mais de cinco mil mulheres passaram por atendimento médico e ambulatorial especializado e exclusivo, contribuindo para a prevenção de doenças, qualidade de vida e saúde. O espaço – idealizado pelo Fundo Social de Solidariedade, em parceria com a Secretaria de Saúde e São Leopoldo Mandic – está localizado ao lado do Ambulatório de Especialidades, na região central. Poucos meses após a inauguração, a BEM foi ampliada e recebeu mais cinco salas, além de ultrassonografia, aumentando o atendimento mensal.

Também pensando na ala masculina, novamente Sumaré é pioneira na região e a Secretaria de Saúde, em parceria com o Fundo Social, implantou a Base de Excelência do Homem. O espaço projetado no Ambulatório de Especialidades visa à prevenção e ampliação da assistência aos homens, proporcionando privacidade, conforto e acompanhamento diferenciado para os pacientes.

A Prefeitura também entregou a revitalização da USF Bandeirantes.  Após mais de dez anos sem melhorias, a unidade foi totalmente reformada para oferecer um atendimento de mais qualidade aos cerca de 20 mil pacientes referenciados. O local recebeu ainda o “Cantinho da Amamentação” – um espaço estratégico para que as mães possam amamentar de forma privativa e confortável enquanto aguardam o atendimento médico.

Também foram reformadas as alas de Fisioterapia, Cardiologia e Fonoaudiologia do Ambulatório de Especialidades, que receberam revitalização completa, ambientes climatizados, novos equipamentos e materiais. Com a reestruturação, foi possível otimizar o tratamento e ampliar o atendimento, inclusive para pacientes com sequelas da Covid-19.

A saúde recebeu novos equipamentos e mobiliários. As ações contra a dengue foram intensificadas, com um cronograma de atividades de combate à doença em todo o Município, com visita casa a casa, verificação dos quintais, aplicação de larvicida (quando necessário), retirada dos criadouros e nebulização.

“Saúde sempre foi nossa prioridade, mesmo diante aos novos desafios que exigiram um plano de ações forte e eficiente. Temos investido na capacitação dos colaboradores, em melhorias estruturais, administrativas e de atendimento”, disse o Chefe do Executivo sumareense.

Enfrentamento à Covid

Sumaré foi a primeira cidade da região a se preparar para o enfrentamento da Covid-19. As equipes de saúde já montavam um Plano de Contingência, supervisionado pelo Comitê Municipal de Proteção e Enfrentamento ao Coronavírus, incluindo ações de conscientização, capacitação dos colaboradores, remodelagem do atendimento das unidades de saúde e ampliação de leitos municipais, com a criação de uma Unidade Respiratória na UPA Macarenko e da ativação do Hospital de Campanha.

“Procuramos enfrentar esse problema da melhor maneira possível. Nossa saúde nunca esteve tão bem preparada e equipada. Trabalhamos com seriedade para cuidar da população e passar por esta pandemia, ofertando serviço de qualidade para que nossos munícipes estejam seguros e recebam um tratamento de excelência”, destacou o prefeito.

Por intervenção do deputado estadual Dirceu Dalben, Sumaré recebeu dez novos respiradores, que foram direcionados para o Hospital de Campanha e UPA Macarenko. Centenas de testes rápidos foram aplicados na população e colaboradores, fazendo a busca ativa de assintomáticos.

Também foi gerada uma triagem diferenciada durante a pandemia pensando no combate e prevenção da doença. Em todas as regiões existe uma unidade para receber exclusivamente os suspeitos da Covid-19 para evitar o contato com usuários que buscam pelos serviços de saúde por outros motivos.

“Seguimos com fé em Deus, muito trabalho e respeito à nossa população”, concluiu o prefeito Luiz Dalben.

Fonte> Prefeitura Municipal de Sumaré

Portal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *